Compre o livro

Categorias

Assine este blog

Digite seu email:

Drops Twitter

Top Leitores

Top 5 Leitores com mais comentários no ano:

Calendário

dezembro 2008
S T Q Q S S D
« nov   jan »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Diversos

Geo-Serendipidade
GeoURL
Technorati





Creative Commons License
Obra licenciada pela
Creative Commons

Tag Cloud

Arquivos

Links

Novo ano, novo design (nem tanto)

28 dezembro 2008

Mudei o layout da página. Na verdade deixei ela alinhada com o modelo usado no Serendipidade (meu outro blog). Não é preguiça de criar um design novo para o blog do livro, é mais no intuito de deixar um design único com identidade de cores diferentes para um mesmo autor. Sim, eu sei que o logo acima à esquerda não está de boa qualidade, não sei se vou fazer algo a respeito.

Aproveitando, desejo um 2009 repleto de bons acontecimentos e conquistas!


Blog Corporativo – o queridinho da mídia

24 dezembro 2008

Vou bater na tecla até ela gastar. Resgato o assunto do post anterior traduzindo um pedaço do sumário de apresentação de um dos últimos relatórios da Forrester sobre Crowdsourcing:

Crowdsourcing se tornou o queridinho da mídia — o que, de forma paradoxal, representa uma ameaça enorme aos vendedores de inovação que comercializam o conceito. Por qual motivo? Porque estar na moda gera desentendimento, confusão e estudos de caso mal desenhados — fazendo com que as empresas fiquem cada vez mais éticas ao valor que crowdsourcing pode trazer.

Substitua a palavra “crowdsourcing” por blog corporativo, web 2.0 ou mídias socias. Você vai ter o mesmo resultado.

A solução contra o problema está, como sempre, na suas mãos e na sua capacidade de transmitir a mensagem de forma adequada.


Foi preciso chegar até aqui para que você acordasse?

10 dezembro 2008

Rolou um burburinho na rede sobre uma pesquisa da Forrester que demonstrou que apenas 16% dos adultos norte-americanos confiam no condeúdo de um blog corporativo – em último lugar. E quem disse que acredita normalmente acredita em todas as outras fontes de informação sobre uma empresa e seus produtos.

Isso é culpa das próprias empresas e seus pseudoblogs corporativos.

Convenientemente Josh Bernoff, co-autor do Groundswell, publicou um estudo que custa quase 300 dólares. Como eu tenho acesso aos relatórios da Forrester, eu abri e fui ver o que ele contava. Basicamente ele defende os pontos de vista que sempre conversamos aqui no blog e está explícito no meu livro:

  • Blog não é vitrine de produto
  • Blog é a ferramenta ideal para mostrar o quão preparada sua empresa está para corresponder às expectativas de seus clientes
  • Plano, objetivo e consistência são as palavras de ordem

Tem também uma pancada de gráficos e vários pontos “melhores práticas”. Tudo é tão simples. As empresas é que gostam de complicar e acabam fazendo com que o resultado da pesquisa se mostre tão “medonho”.

Somente um parêntesis: Entre blogueiros e leitores de blogs a figura é diferente. Óbvio que é porque eles conhecem o assunto muito mais em detalhes do que um “consumidor 1.0″.


Fim dos blogs? Ahhh… conta outra…

1 dezembro 2008

Hype Cycle 2008O cara da Wired escreveu um artigo e todo mundo ficou especulando: “Oh! É o fim dos blogs?

Como algo que existe aos milhares pode desaparecer? Pior, como dizer que o Twitter vai substituir os blogs se a maior parte dos links divulgados por ele são links para posts de blogs ou artigos?

Aí eu vejo o Pavoni nos apresentado o Hype Cycle de Softwares Sociais da Gartner (figura). Foi bom porque nessa concepção o “fim dos blogs”, o seu resultado final, é ser adotado com perfeição por todos interessados e alinhado com o “Platô da produtividade”. Isso não me parece nada com “ser exterminado da rede”, está mais para “olha como esse treco traz resultado!”.

Depois o e-marketer solta essa: mais de 2/3 dos marketeiros americanos usam blogs como ferramenta de marketing e muitos blogueiros adoram falar sobre marcas nos seus blogs. Não é bom?

Agora que entendemos o fim dos blogs, vamos partir pra outra polêmica.

Durante o chat no portal Nós da Comunicação, Paulo Teixeira perguntou minha opinião sobre uma pesquisa da Forrester que estudou origens de venda nas empresas. Ele diz que o blog ficou com 0% – i.e. nenhuma contribuição para as vendas. Eu respondi que a pesquisa estava errada, mas na verdade as empresas que responderam é que estão erradas.

Compare os 2/3 de marketeiros que usam blogs como ferramenta de marketing e o resultado da pesquisa da Forrester. O que você conclui?

Eu concluo que das duas uma: ou os marketeiros usam o blog por modismo cego, ou eles sabem que o blog traz resultado mas não sabem mensurar os retornos adequadamente. Sou mais a segunda opção.

Espero que os “is” estejam bem “pingados” agora.


Posts populares

Últimos comentários

  • Feira Líder: Parabéns pelo poste, bom trabalho e fica com Deus..
  • Feira Líder: Parabens pelo trabalho, tudo de bom.. Feira Lider, um lugar onde anunciar.
  • Estrutura Pré-fabricada: Uma grande dificuldade que passamos é mensurar o ROI, principalmente para empresas que não...
  • Estrutura Pré-fabricada: Já estou acessando o novo site, ficou ótimo.
  • alto pedroso imóveis: a internet veio para dar ares de igualdade, hoje temos pequenos e médios escritórios que...